Blog DiCorpo

Se você procura qualidade, inovação e bem-estar,
seja bem-vindo à DiCorpo!

DiCorpo Verão 2018

Chegou a hora de conhecer a Coleção Verão 2018 da DiCorpo. Confira o catálogo virtual em http://bit.ly/DiCorpoVerao18.


Compartilhe isso:

Making Off Verão 2018

A nova coleção da DiCorpo está chegando. Confira o Making Off da Coleção Verão 2018. 


Compartilhe isso:

7 dicas para dormir bem depois de dias estressantes

O sono é considerado um problema para grande parte das pessoas. Seja porque as horas destinadas a ele não são suficientes ou porque mesmo que tentemos dormir muito, não temos um sono tranquilo.

Procure avaliar os seus hábitos de sono: já se pegou rolando na cama sem conseguir pregar os olhos apesar de ter tido um dia estressante e cansativo? Isso é muito comum e acontece porque por mais que o corpo esteja implorando por um descanso, a agitação da rotina não nos permite “desligar”.

No entanto, isso é prejudicial para a sua saúde e até mesmo para quem convive com você. Pessoas que dormem mal – ou que simplesmente não dormem – são mais irritadiças, mal humoradas e até mesmo agressivas. Então como deixar de lado uma rotina agitada e conseguir uma boa noite de sono mesmo depois de um dia corrido? Confira dicas que podem ajudá-lo:

Desenvolva (ou melhore) o seu regime de sono

Defina um horário padrão para dormir, deixando de lado qualquer outra coisa que possa ocupar o seu tempo. É importante que você aprenda a planejar o seu dia-a-dia respeitando a hora de dormir.

Da mesma maneira, procure estabelecer um horário para levantar. Esse horário é igualmente importante para balancear o seu descanso.

Elimine distrações que mantenham você acordado

Em geral, coisas pequenas podem atrapalhar seu sono facilmente. Por isso é importante que você se certifique de que seu quarto é um ambiente calmo para seu sono.

Procure desligar aparelhos eletrônicos como o computador e, em alguns casos, até mesmo a TV; mantenha o ambiente silencioso e escuro. Você pode mudar outras coisas que transformarão o seu quarto em um local melhor para dormir, deixando a temperatura agradável e colocando um fundo musical tranquilo.

Termine todos os afazeres do dia

Planeje-se para concluir todas as suas tarefas até a hora estabelecida para ir dormir. Se você tiver todos os itens concluídos – ou pelo menos bem encaminhados – ficará mais tranquilo e relaxará mais facilmente.

Considere se você está realmente cansado e caso a resposta seja negativa invista mais um tempo nos trabalhos que deve finalizar. No entanto, é importante lembrar que os problemas parecem ser maiores na parte da noite, por isso, procure deixar as coisas mais difíceis para serem resolvidas no dia seguinte.

Acalme a sua mente e o seu corpo

O principal motivo pelo qual não conseguimos dormir depois de um dia agitado ou estressante é porque a mente – e algumas vezes o corpo – estão agitados demais para descansar. Por isso é preciso acalmar corpo e mente antes de dormir.

Existem diversas maneiras de fazer isso, como escrever alguma coisa ou ler um livro, desde que ele não tenha uma história cheia de mistérios e adrenalina. Uma boa opção é tomar um banho quente, que ajuda a relaxar os músculos e distrair sua mente, ou ainda fazer leves alongamentos antes de se deitar.

Tente meditar

Depois de um dia agitado esvaziar a mente antes de dormir é um dos melhores métodos de relaxamento. Procure meditar e ignorar os problemas e preocupações por alguns minutos. Mantenha seu cérebro “desligado” da agitação que você passou ao longo do dia.

Você não precisa se sentar e murmurar enquanto medita, mas pode fazer isso em uma caminhada ou mesmo no seu quarto, controlando a sua respiração. Encontre o modelo mais adequado para o seu comportamento e pratique.

Faça um processo de relaxamento muscular

Ao deitar, dedique um tempo para relaxar os seus músculos antes de dormir. Comece prestando atenção à sua respiração e depois, de maneira progressiva, procure relaxar cada parte do seu corpo.

É importante que você não force muito os músculos, nem faça alongamentos enérgicos e pesados, isso vai deixar a sua mente alerta e atrapalhar o seu processo de sono.

Deixe que todos os pensamentos ou preocupações vão embora

Se a sua mente ainda estiver ativa, permita que ela relaxe, assim como você fez com os músculos. Tire todos os pensamentos e preocupações da sua cabeça, dessa forma você conseguirá desligar o seu cérebro.

Você pode fazer isso com exercícios de repetição mental, como contar ou mesmo pensar em respirar e expirar. Nesses casos até mesmo a famosa tática de contar carneirinhos pode ajudar a tirar as preocupações da mente. A ideia é mantê-la ocupada com qualquer coisa diferente dos seus problemas.

 

Fonte: https://goo.gl/47fQbV

 


Compartilhe isso:

10 dias pra bombar a sua venda direta

1-  Monte uma carteira de clientes, além de seus familiares e amigos. Peça indicações e visite empresas, academias, cabeleireiros, condomínios.

2-  Faça os cursos que a empresa para qual você revende disponibiliza. É essencial conhecer e usar os produtos que vende.

3- Descubra as preferências dos clientes. Depois, apresente as novidades que possam interessar a cada um.

4- Tenha sempre em mãos um catálogo extra. Quem lê com calma o mostruário tem mais chances de comprar.

5- Use as redes sociais e aplicativos. Facebook, Instagram e WhatsApp facilitam a divulgação dos produtos e o relacionamento com a clientela.

6- Seja diferente. Aproveite promoções das empresas para comprar produtos mais baratos, estocá-los e, depois, vendê-los aos seus clientes por preços especiais.

7- Estude gestão de tempo e converse com colegas experientes para estabelecer rotina e metas de lucro. 

8- Entregue os produtos na data combinada. Se possível, mantenha um estoque de pronta-entrega.

9- Evite dar o produto sem receber o pagamento. E parcele as compras apenas para os clientes mais antigos e fiéis.

10- Tenha bom senso. Seja persistente na venda, mas cuidado para não se tornar “a chata do catálogo”.

 


Compartilhe isso:

Cuidados com a pele na chegada da primavera

A primavera chegou! A estação das flores tem temperaturas agradáveis e dias ensolarados. Porém, algumas das características da primavera refletem no bem-estar da pele que por isso merece cuidados especiais.

"Antes de tudo, é preciso entender que a pele é um órgão e não apenas um revestimento do corpo. Em função das temperaturas mais baixas e tempo seco do inverno, a tendência é que exista uma desidratação não habitual. Por isso, a primavera é o momento de reidratar a pele e cuidar de possíveis problemas advindos da estação anterior", explica a Dra. Anelisa Baungartner Lamberti, dermatologista membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e American Academy of Dermatology.

A dermatologista diz que o processo para manter a pele bem cuidada, protegida e hidratada começa no banho. "O início é a limpeza do rosto. Quando feita incorretamente, pode causar alterações em toda proteção natural da pele. O ideal é utilizar sabonetes neutros, próprios para cada região. Nessa fase, o ideal é usar água morna, evitar esponjas e usar apenas a espuma do sabonete massageando levemente a região do rosto com as mãos".

A Dra. Anelisa recomenda que o banho adequado na primavera seja com o uso de água morna, rapidez e produtos apropriados para cada tipo e região da pele. Após esse procedimento é hora de hidratar a pele. "O recomendado é que se use hidratante no corpo inteiro. Isso vale para todas as idades, inclusive crianças", afirma.

Porém, os cuidados não acabam aí. Na primavera, o sol aparece com mais frequência e o protetor solar é indispensável. "Embora mais fraco do que no verão, o sol é sempre um risco. Independentemente da época, continua existindo radiação ultravioleta que é muito prejudicial. Por isso, o uso do protetor solar é indispensável. Também vale reforçar que o pólen das flores pode sensibilizar a pele que estando bem cuidada, hidratada e protegida fica menos vulnerável", diz a dermatologista.

E como lidar com os cravos e espinhas na estação das flores?

Na realidade, o cuidado com os cravos e espinhas não muda de estação para estação. A diferença é que o aparecimento deste problema pode acontecer mais na primavera e verão por causa do aumento da temperatura. "O calor faz o indivíduo transpirar, provocando mais oleosidade na pele. Esse contexto é favorável para o aparecimento de cravos e espinhas na região do rosto.

Já no inverno, é mais frequente no tronco, ombros e costas que ficam quentes e abafados por roupas mais pesadas e casacos", explica a dermatologista.

Nos passeios ao ar livre a pele pode sofrer alguns ferimentos, cortes e arranhões. Os cravos e espinhas ‘cutucados’ podem inflamar. Nesses casos, é indicado o uso de pomadas antibióticas para cuidar de possíveis infecções na pele.

Com os cuidados especiais sua pele ficará sempre bela para que você possa curtir a estação ao máximo!

Fonte: https://goo.gl/q9oL3N 


Compartilhe isso: