Blog DiCorpo

Se você procura qualidade, inovação e bem-estar,
seja bem-vindo à DiCorpo!

Saiba quantas horas precisa dormir de acordo com sua idade

De quantas horas de sono você realmente precisa? A National Sleep Foundation, dos Estados Unidos, acaba de apresentar um guia com a indicação para cada fase da vida. Constatou-se que os bebês de quatro meses até os adolescentes de 17 anos apresentam maiores variações de horas do que se pensava anteriormente. Os dados são do jornal Daily Mail.

Para chegar ao guia definitivo, uma equipe de 18 especialistas de sono, anatomia e fisiologia, bem como pediatria, neurologia, gerontologia e obstetrícia analisaram dados científicos por dois anos. “É importante ressaltar que o painel enfatizou que algumas pessoas podem dormir mais ou menos do que os tempos recomendados, sem efeitos adversos. No entanto, as pessoas com duração de sono muito fora da faixa normal podem estar envolvidas em restrição voluntária do sono ou ter graves problemas de saúde”, afirmou o relatório.

Vale lembrar que estudos anteriores ligaram a falta de sono com maior risco de obesidade, doenças cardíacas e diabetes, diminuindo a expectativa de vida. “Esta é a primeira vez que qualquer organização profissional desenvolveu lista de durações de sono recomendada específicas por idade com base em uma avaliação rigorosa e sistemática da literatura científica mundial relativa à duração do sono para saúde, desempenho e segurança”, comentou o presidente do conselho de administração da instituição, Charles Czeisler.

Confira os dados:

- Recém-nascido (0 a 3 meses): faixa de sono diminuiu para 14 a 17 horas por dia, antes era de 12 a 18 horas; 
- Bebê (4 a 11 meses): faixa do sono ampliou para 12 a 15 horas, antes era de 14 a 15 horas; 
- Criança (1 a 2 anos): faixa de sono ampliou para 11 a 14 horas, antes era de 12 a 14 horas; 
- Pré-escolar (3 a 5 anos): faixa de sono ampliou para 10 a 13 horas, antes era de 11 a 13 horas; 
- Criança em idade escolar (6 a 13 anos): faixa de sono ampliou para 9 a 11 horas, antes era de 10 a 11 horas; 
- Adolescente (14 a 17 anos): faixa de sono ampliou para 8 a 10 horas, antes era 8,5 a 9,5; 
- Adulto jovem (18 a 25 anos): faixa de sono é de 7 a 9 horas - categoria nova; 
- Adulto (26 a 64 anos): faixa de sono não mudou e continua a ser de 7 a 9 horas; 
- Adulto mais velho (65 anos ou mais): faixa de sono é de 7 a 8 horas – categoria nova

Dicas 
Os especialistas afirmam que alguns conselhos simples, mas eficazes, podem ajudar a dormir melhor. Entre eles estão aderir a um horário de sono regular (mesmo no fim de semana), praticar um ritual de dormir relaxante, exercitar-se diariamente e desligar toda a tecnologia algum tempo antes de ir para a cama.

Fonte: http://goo.gl/vf97OS


Compartilhe isso:

Meditar no trabalho reduz o estresse e aumenta a atenção

Pausas diárias durante o expediente, de três a cinco minutos, podem ajudar a aliviar o cansaço mental

Alguns estudos sobre meditação no ambiente de trabalho indicam redução de sintomas de estresse e aumento da atenção, pois o trabalhador aprende a fazer pequenas pausas durante o dia, sair do modo de fazer as coisas no piloto automático e relaxar.

“Apesar do benefício das pausas durante o expediente, muitas empresas não permitem pausas longas. Dessa maneira, a prática para reduzir o estresse não precisa, necessariamente, ser feita trabalho. O ideal seria a pessoa estabelecer uma rotina em sua casa e aprender a fazer pausas curtas de três a cinco minutos no trabalho, para depois retomar suas atividades. Durante a interrupção, a pessoa não precisa sentar no chão, basta estar confortável e com a coluna ereta e então começar a meditar”, explica a neurocientista do Instituto do Cérebro do Einstein, Elisa Kozasa.

Meditar é um processo de autoconhecimento e auto-aprimoramento originado de diferentes tradições, em especial do oriente, não tendo, portanto, uma função específica neste contexto tradicional. No ocidente, tais práticas foram adaptadas, em especial na área de saúde, para redução de estresse, ansiedade e sintomas de depressão, ou até mesmo melhorar o estado de saúde como reduzir risco cardiovascular e dores crônicas.

“A maior parte dos estudos sobre meditação recomenda práticas de 30 a 45 minutos diários, de modo que as pessoas deveriam realizar a prática em casa e dedicar momentos curtos no trabalho, a não ser que sua empresa tenha um programa de meditação em andamento e um espaço dedicado para isto.O mais importante são os ganhos indiretos com a prática frequente: a habilidade de atentar para os eventos do dia de forma mais consciente e leve, sem se deixar arrastar pelo turbilhão de preocupações e emoções”, conta Elisa.

Os iniciantes da prática podem encontrar dificuldades para não desviar a atenção durante a meditação. Nesse caso, a neurocientista recomenda a meditação guiada, porém ela reforça que meditar é um processo pessoal, em que não dependemos de estímulos externos. Ou seja, com o tempo, é importante desenvolver a habilidade de conseguir praticar por si só. ​

Fonte: http://goo.gl/vNrXK9

 


Compartilhe isso:

Coleção Verão 2016

A Coleção Verão 2016 está no ar. Confira todos os detalhes em http://dicorpo.com.br/catalogo


Compartilhe isso:

Making Of DiCorpo Verão 2016

Imagens da nova Coleção da DiCorpo. 


Compartilhe isso:

Os 10 Segredos Para Emagrecer de Vez

Os Segredos para emagrecer de vez são pequenas coisas que podem ser feitas diariamente. Além disso, ter uma boa noite de sono, é importante ter bons hábitos alimentares para manter o peso em seu nível ideal.

1. Monte pratos coloridos: quantos mais cor no prato possuir, mais nutritivo ele será, pois alimentos de diferente cores tem nutrientes variados.

2. Não coma enquanto faz outras atividades: Isso faz com que a pessoa coma mais do que precisa, pois o organismo demora para perceber que está satisfeito. Assim, é importante se concentrar no ato de comer. Além disso, saiba como emagrecer de uma forma rápida e saudável, sem sofrimento e sem suar em academias…

3. Prefira os produtos integrais: As versões refinados dos alimentos, como farinha e arroz, perdem boa parte dos nutrientes quando são processados, inclusive fibras que ajudam a afastar a fome, e, sobram apenas as calorias vazias, que irão saciar menos a vontade de comer.

4. Modere no Sal: Esse tempero é rico em sódio, que em excesso faz muito mal á saúde. A organização mundial de saúde (OMS) indica, no máximo, 5g de sal por dia, o equivale a menos de 1 colher (chá) rasa. Lembrando que alimentos enlatados e embutidos já trazem quantidades grandes de sal, que funciona como conservante. O consumo moderado do sal é um dos segredos para emagrecer de vez.

5. Leia o Rótulo: Se familiarizar com o ingredientes dos alimentos faz com que você tenha conhecimentos do que está comendo. Assim, isso se tornará um hábito e saber o que se está ingerindo é fundamental. Nas embalagens, os ingredientes do produto aparecem sempre de acordo com a quantidade, na ordem decrescente.

6. Alimente-se de 3 em 3 horas: O recomendado é dividir as refeições durante todos o dia, para não ficar longos períodos sem comer, o que prejudica a ação dos nutrientes. Grandes intervalos entre as refeições também deixam o metabolismo mais lento, o que prejudicará a absorção dos carboidratos, que serão depositados na forma de gordura. Por isso, alimente-se de três em três horas é um dos segredos para emagrecer de vez.

7. Não dormir após comer: Ao deitar-se, o corpo começa a relaxar, diminuindo seu ritmo e aumentando as chances de acumular gordura no organismo.

8. Exercite-se: A atividade física irá queimar calorias e liberar na circulação substâncias que provocam prazer, ajudando a lidar até com o estresse. Por isso, é importante que os exercícios sejam regulares, entre quatro ou cinco vezes na semana.

9. Beba Água: O Ideal é tentar beber pelo menos 2 litros de água por dia: entre as refeições. Isso vai hidratar o corpo e tirar um pouco da fome, sem consumir nenhuma caloria. Veja também como emagrecer de uma forma rápida e saudável, sem sofrimento e sem suar em academias…

10. Consumir fibras: É preocupante que apenas 1 em cada 4 pessoas comem a quantidade diária recomendada de fibras. As fibras ajudam o trânsito intestinal e conferem uma sensação de saciedade, que tira a fome. 

Fonte: http://goo.gl/OAl9s6


Compartilhe isso: