Blog DiCorpo

Se você procura qualidade, inovação e bem-estar,
seja bem-vindo à DiCorpo!

Como organizar seu dia

Você é uma pessoa organizada? Se você está em dúvida, este é o momento de se decidir e começar a mudança. Os benefícios de ser uma pessoa organizada são vários, mas destaco três: produtividade, agilidade e praticidade. Quando deixamos de nos importar com a organização, encontramos muitas barreiras, como a falta de tempo, trabalhos inacabados e até a frustração.

1. Se pergunte: O que eu preciso realizar hoje?

Certamente sua resposta vai conter mais de um item. Então, o primeiro passo é fazer uma pequena lista de tarefas com palavras-chave como:

  • Consulta médica
  • Supermercado
  • Escola
  • Trabalho escolar

Esta “lista de atividades” deve ser de fácil entendimento e execução, para isso, se organize da seguinte forma:

2. Revise

Depois de pronta, volte a ler sua lista e veja se não colocou mais tarefas do que realmente vai conseguir cumprir no dia. E  não se esqueça de reservar um intervalo entre elas.

3. Olho no ponteiro!

Determine um tempo para cada tarefa, mas seja objetivo e prático. E então, tente se manter dentro do tempo estipulado.

4. Concentre seu horário de pico

Todos nós temos um momento do dia com mais energia, por isso é interessante deixar as tarefas mais difíceis para esse período.

5. Calcule o tempo de execução

Diferencie as tarefas do dia e as tarefas da semana. Se você anotar tarefas que devem ser executadas em dois ou três dias, e quiser realizá-las em algumas horas, com certeza estará colocando tudo a perder.

6. Seja disciplinado!

Não fuja das tarefas, deixando-as para depois. Procrastinação é uma palavra que não deve existir na sua lista! Isso apenas vai atrasar seu trabalho e esgotar seu tempo.

Você irá perceber que quando conseguir realizar as tarefas ao qual se comprometeu, sobrará tempo para outras atividades. No entanto, pode ser que demore um pouco para isso se encaixar nesta rotina, afinal, leva algum tempo para colocar ordem na casa. Mas logo após a primeira semana de persistência e determinação, vão surgir momentos para realizar as tão sonhadas atividades, antes deixadas para trás. Quem sabe um livro que não conseguiu terminar de ler, a academia que não frequenta mais ou aquele tempo em família que saiu da agenda.

Tente fazer isso hoje: Anote as tarefas de seu dia e realize-as. Não se sobrecarregue, caso contrário não conseguirá cumpri-las. E lembre-se que a determinação é o primeiro passo para a realização.

Fonte: http://goo.gl/KN2ibA

 


Compartilhe isso:

DiCorpo Inverno 2016

Conheça todos os detalhes da Coleção Inverno 2016 da DiCorpo em http://bit.ly/23Hlxvm.


Compartilhe isso:

Making Of DiCorpo Inverno 2016

Confira o Making Of da nova Coleção da DiCorpo.


Compartilhe isso:

13 dicas rápidas para aumentar sua disposição!

Nem sempre a solução para melhorar a saúde ou o bem-estar no cotidiano está em remédios, tratamentos ou produtos artificiais. Confira aqui 13 dicas que podem dar uma elevada simples e eficiente no seu astral.

1. Tome café da manhã

Um dos retratos mais comuns das pessoas engolfadas pela rotina estressante é o de sair de casa sem comer nada. Isso vai minando a saúde. Como se trata de acumular energia para o dia, e não apenas para as primeiras horas da manhã prefira alimentos equilibrados nos nutrientes. Ricos em carboidratos, mas que contenham também proteínas e gorduras saudáveis. Tais como frutas, aveia, ovo – sim, ovo é uma boa pedida para o café da manhã – ou até o jantar do dia anterior, que geralmente é uma refeição consistente. Alimentos como pães e bolos vão dar uma alavancada no seu entusiasmo matinal, por algumas horas, e quando o açúcar acabar você ficará sem energia.

2. Forje a energia ao seu redor

Naqueles dias em que você acorda até com preguiça de existir, é uma boa pedida fingir que você está cheio de energia. Isso faz com que você realmente fique mais disposto, porque seu cérebro capta os sinais externos e internos que dizem isso. Comece lavando bem o rosto, use uma roupa limpa, clara, abra um sorriso para as pessoas. Mostre ao mundo exterior que você está entusiasmado. Mesmo que seja mentira, você vai acabar ficando.

3. Viva o lado positivo

Essa é só entre você e a sua mente. Eleve seu estado de espírito. Não pense no que você perdeu, mas no que já ganhou. Não lamente o que você não tem, valorize o que tem. Sempre que você, ou (o que é mais comum) outra pessoa perceber que está de mau humor, pare e reflita. Afinal, porque eu estou de mau humor? Ache a causa e tente extraí-la, ou pelo menos amenizá-la. Elevar sua energia positiva depende mais de você do que do mundo que o cerca.

4. Invente coisas novas

Uma rotina sem nenhuma novidade vai minando seu humor e sua energia pouco a pouco. Um pouco de mudança na rotina é seguida da liberação de dopamina, que te prepara para a ação. É importante aprender coisas novas.

5. Beba algo gelado

Não é só uma questão de se manter hidratado, a temperatura baixa da bebida é um ótimo meio de dar uma despertada em você. A água é uma boa, mas se você beber chá ou café gelado terá um efeito duplicado, porque as bebidas contêm cafeína.

6. Beba café continuamente

Mais eficaz do que mergulhar a cara no bule de café, uma só vez pela manhã, e ir tomando pequenos goles ao longo do dia. Em intervalos de, digamos, uma hora tome uma xícara. O efeito da cafeína é forte, mas efêmero.

7. Não minta

Mentir rouba muita energia psicológica. E o principal causador não é o momento da mentira em si, mas o constante sobressalto em que você fica, pensando no que vai falar, para que os outros não descubram sua mentira. Recomenda-se, contudo, evitar a franqueza extrema. Às vezes a verdade nua e sem rodeios pode magoar, mas você pode “esculpir” a sua verdade. Ao invés de dizer que seu colega de trabalho tem ideias de jerico, diga que ele tem ideias boas, mas aquela em especial pode não funcionar.

8. Respire fundo

A respiração profunda é mais eficiente do que a respiração curta para dar uma revitalizada. Existe uma verdadeira fórmula médica, chamada de “4-7-8” para nos ensinar como respirar fundo: coloque a ponta da sua língua contra o céu da boca atrás dos dentes superiores e expire completamente pela boca, para produzir o som de uma lufada. Em seguida, feche a boca e inspire profundamente pelo nariz em quatro segundos, segure a respiração por sete, depois expire pela boca por oito segundos. Repita a operação pelo menos três vezes e procure sempre “levar o ar para a barriga” . Se você está estressado, é o melhor remédio: essa respiração profunda injeta mias oxigênio em suas células, reduz a frequência cardíaca, diminui a pressão sanguínea e melhora a circulação, resultando em um aumento de energia.

9. Organize seu espaço

Seja seu quarto, seu escritório ou seu consultório, mantenha o espaço organizado. É muito mais estimulante trabalhar em um lugar limpo e arrumado, onde as coisas estão em ordem, do que no meio de uma bagunça. Cole frases com seus objetivos na parede, escreva no caderno, ponha na tela do fundo desktop, incentive-se! Essa frase pode ser algo simples e imediato como “quero terminar esse relatório ainda hoje”, ou algo mais sucinto e duradouro, como “estude!”. O importante é ter um estímulo visual.

10. Combine música com exercícios

Quando estiver correndo no parque ou fazendo polichinelos em casa, um ritmo frenético no fone de ouvido é realmente uma boa pedida. A maioria das academias pensa nisso, daí a escolha criteriosa para as Playlists que tocam no ambiente enquanto o pessoal está malhando. É claro que você não vai se exercitar ouvindo a marcha fúnebre; precisa ser um ritmo alegre, que te empurre para cima. Se quiser, pode estender o benefício da música animada para além dos exercícios, ouvindo no trabalho ou no estudo, desde que não tire a concentração.

11. Tente transformar tudo em exercício

Todos sabem como é muito difícil para algumas pessoas tirar uma ou mias horas do seu dia para se dedicar ao exercício físico (que envolve não apenas o tempo da atividade em si, mas o deslocamento até o parque/academia, aquecimento, alongamento, etc.). Por isso, esteja sempre em movimento. No trabalho, dê periodicamente uma volta andando por onde puder. Mova os braços e pernas, interrompa o expediente por uns cinco minutos para se alongar um pouco. Mexa-se.

12. Coma chocolate escuro

Há uma lenda popular que alimentos ricos em açúcar fornecem uma carga contínua e inabalável de energia. Deve-se tomar cuidado com isso: o açúcar, por si só, abastece o corpo com energia instantânea, mas efêmera: você experimenta um pico de energia corporal que cai rapidamente. O chocolate escuro contém o estimulante teobromina, um alcaloide que demora a ser consumido pelo organismo, e fornece, portanto, uma energia mais duradoura.

13. Mantenha-se hidratado

O cansaço precede a desidratação como a lua precede o sol. Não estar hidratado é uma porta para baixar o metabolismo rapidamente, o que faz sua energia ir lá para baixo. Mas para se hidratar não adianta ficar só na água; é preciso consumir potássio, que regula a circulação de líquidos no organismo. Água de coco, banana, abacate e batata, são recomendados para essa função

Fonte: http://goo.gl/yZ4f9L


Compartilhe isso:

Dicas para se livrar do vício em smartphones

A psicóloga Renata Maransaldi explica que uma das causas mais comuns desse vício é a sensação de mundo perfeito que é transmitida pelas redes sociais. Assim, com o passar do tempo, a pessoa prefere trocar as experiências da vida real pela vida virtual. Dessa forma, os smartphones se tornaram o jeito mais fácil e mais prático de saciar essa vontade de viver em mundo com uma realidade perfeita.

Entretanto, é importante ressaltar que há diferenças entre o uso em excesso da tecnologia e o vício em tecnologia. Este último é caracterizado pela dificuldade em controlar um impulso, ou seja, a pessoa não consegue recusar essa vontade e precisa cada vez mais alimentar o vício para sentir prazer.

Como saber se estou viciado?

Essas são algumas das características mais comuns de alguém que está criando o vício ou já está viciado em smartphones:

  •  Preocupação com a internet;
  • Necessidade de aumentar o tempo conectado para ter o mesmo prazer;
  •  Esforços repetitivos para diminuir o uso da rede;
  • Irritabilidade quando o tempo for limitado;
  • Mais tempo on-line do que se pretendia;
  • Relações sociais em risco pelo uso excessivo;
  • Mentir aos outros sobre a quantidade de horas conectadas;
  • Usar a internet como forma de fugir dos problemas ou para se sentir bem

Atividades alternativas ao uso de smartphones

Segundo Renata, para superar esse vício é necessário achar outras atividades que sejam estímulos concorrentes. “A pessoa precisa encontrar algo que substitua o prazer causado pelo uso de smartphones”, complementa a psicóloga.

  • Atividade física : A substância que libera o prazer durante o uso de tecnologias é a mesma que dá a sensação de prazer durante a prática de atividades físicas.
  • Cursos: Invista em cursos, de preferência presenciais, para que a atenção tomada pelo smartphone seja substituída por novos conhecimentos.
  • Leia livros: Dirija a sua atenção aos livros e faça disso algo diário. Substitua as horas investidas nos aplicativos em outras histórias e foque nisso!
  • Crie uma rotina: “É importante que a pessoa tenha uma rotina e deixe o aparelho celular apenas para quando for extremamente necessário o seu uso, decida o momento que você terá acesso”, explica Renata Marasaldi.

É importante que a pessoa avalie sua relação com a tecnologia para descobrir se a mesma está ocupando o espaço das relações pessoais. Caso a pessoa não consiga fazer essa avaliação, é necessário pedir ajuda de pessoas próximas, para que elas ajudem nesse momento de readaptação.

Fonte:http://goo.gl/AncOAq

 


Compartilhe isso: