Blog DiCorpo

Se você procura qualidade, inovação e bem-estar,
seja bem-vindo à DiCorpo!

Dicas Para Sair do Sedentarismo

Espante a preguiça com atividades que, além de ajudarem a eliminar os quilinhos extras, beneficiam outras áreas da saúde. Assim como um carro parado por muito tempo acaba enferrujando, o corpo humano não foge à regra. Isso porque manter o sedentarismo por anos pode comprometer varias áreas do organismo, fazendo com que ele sofra com o envelhecimento precoce, ou seja, a pessoa pode ter 50 anos, mas aparentar um corpo – e disposição – de um individuo de 70, por exemplo.

A boa noticia é que nunca é tarde par começar a se mexer: desde crianças até idosos podem (e devem!) praticar atividades físicas. Confira algumas dicas. 

Caminhada: a caminhada é uma das principais dicas para sair do sedentarismo. Pois, você conhece algum exercício mais fácil do que a caminhada? Podendo ser praticada em qualquer idade, a modalidade é a atividade mais democrática que existe. Além disso, ela ajuda a manter a forma muscular de membros inferiores e, para as pessoas que são muito sedentárias, ela pode auxiliar na melhora da capacidade cardiorrespiratória.

Corrida: a corrida é outra boa alternativa para sair do sedentarismo. Pois, para quem deseja perder peso, a atividade é ideal. Por ser um exercício aeróbico – o corpo usa o oxigênio e os nutrientes como glicose, gordura e carboidrato para produzir energia para o músculo, a corrida ajuda a eliminar muitas calorias. Além disso, ela melhora o condicionamento cardiovascular e, se for realizada de maneira intervalada, aumenta e potencializa a redução de gordura. 

Natação: para espantar o calor, a atividade é muito bem-vinda. Além disso, ela diminui o impacto sobre as articulações, o que é benéfico para quem sofre com dores nos joelhos, por exemplo. A modalidade ainda estimula a tonicidade muscular e permite que braços, pernas, cabeça, tronco e quadril trabalhem juntos. A adequação física gerada pela natação é muito parecida com a da corrida: aumento do condicionamento cardiovascular e do metabolismo. E, se a natação for realizada de maneira intervalada, isso é, em vez de você nadar continuamente, você dar tiros na mais alta intensidade, potencializa a queima de gordura e melhora ainda mais o condicionamento cardiovascular.

Dança: Quer se divertir e, ao mesmo tempo, perder peso? Pois saiba que a dança é a modalidade perfeita para você. Além de estreitar amizades, ela é benéfica à saúde. Além disso, está relacionada ao beneficio mental, de as pessoas fazerem, se alegrarem e terem um momento de descontração.

Artes marciais: O Judô, jiu-jítsu, Kung fu… as opções são muitas e os benefícios também. Se elas forem realizadas de maneira alternada, isto é, com estímulos de baixa intensidade, elas, ajudam a melhorar o condicionamento cardiovascular, a potencializar a redução de gordura e a aumentar a massa muscular. Além disso, pessoas que praticam artes de maneira constante – de duas a três vezes por semana – são mais confiantes.

Musculação: Quem tem “um pé atrás” com essa modalidade deve mudar de opinião. Isso porque os benefícios proporcionados pela prática são visíveis. Além disso, a musculação aumenta a massa muscular e o metabolismo de repouso, por isso, as pessoas consomem mais gordura no momento de repouso. A atividade ajuda a emagrecer porque aumenta o potencial de oxidação, ou seja, a queima de gordura. Na terceira idade, ela pode contribuir para que pessoas fiquem muito mais independentes, já que um indivíduo idoso, que pratica musculação, terá mais autonomia para subir escadas e diminuir as chances de uma queda. Por isso, é o suprassumo das atividades físicas.

Fonte: https://goo.gl/7Ujvh1


Compartilhe isso:

Hábitos de beleza que vão aumentar muito sua disposição

Você janta cedo, se exercita, dorme as oito horas recomendadas e ainda se sente exausta ao acordar. Se você já segue a maioria das recomendações necessárias para ter disposição e ainda assim precisa de um empurrãozinho para enfrentar o dia, pode ser por uma (ou mais de uma) das seguintes razões abaixo. Conheça 10 hábitos que podem explicar a sua fadiga crônica e fique atenta sobre como corrigi-los para mudar a sua vida.


1. Tome vitamina D

Você passa a maior parte do dia dentro de seu escritório ou em casa? O sol é essencialmente necessário para sintetizar a única fonte de vitamina D presente em seu corpo e, se você não expõe a ele, seu sistema imunológico fica enfraquecido. Por isso, é normal passar o outono e inverno mais cansada que o resto do ano. Você pode evitar a indisposição comendo peixes gordos como o salmão, atum, além de leite, iogurte e cereais.

2. Tente aplicar a regra das 8h

São oito horas de trabalho, oito horas de lazer e oito horas descanso. Quando você sofre de estresse relacionado ao trabalho, observa uma perda de energia física e mental. E não importa quantas você durma, só um período de descanso e calma prolongado lhe permitirá restabelecer o ritmo normal. Se você também aprende a priorizar, delegar e relativizar, a suas segundas-feiras serão menos piores.

3. Durma em um bom colchão com uma roupa confortável

Você acorda à noite porque se sente desconfortável? Se você dorme no mesmo colchão há mais de 10 anos, pode estar na hora de trocar. Mas, o fato não está relacionado apenas ou necessariamente à sentir dor nas costas, mas ter noites de desconforto psicológico, térmico, com sonhos e noites sem dormir.

4. Reduza a ingestão de álcool e bebidas açucaradas

A qualidade do sono também é sensível aos efeitos do álcool e, mesmo que você tenha impressão de que a bebida ajuda a dormir num primeiro momento, a realidade é que deixa o sono mais leve e fracionado. O mesmo vale para bebidas açucaradas. Elas não apenas estragam a pele, como também a envelhecem prematuramente, isso sem falar no resto.

5. Beba 10 copos de água por dia

É difícil beber os dois litros de água recomendados diariamente? Pode ser complicado lembrar disso durante todo o dia, mas esse é um hábito simples que pode reduzir o seu cansaço. O corpo perde diariamente um litro e meio de água, que você tem que recuperar com, pelo menos, 10 copos de água. Para não enjoar, experimente dar sabor à bebida adicionando ingredientes aromáticos que também ajudam a desintoxicar o corpo.

6. Se cerque de pessoas positivas

O cérebro possui os chamados 'neurônios espelho', que fazem você se sentir bem quando se encontra com alguém saudável e divertido, e mal quando aqueles que o rodeiam também o estão. Da mesma forma, se você for mais feliz, também vai ser uma influência positiva para seus entes queridos.

7. Coma alimentos ricos em ferro

Uma simples falta de ferro pode causar a perda de toda a energia. A deficiência de ferro não só leva à fadiga constante, como também prejudicar a qualidade do sono. Por isso, se certifique de incluir na sua dieta alimentos ricos no mineral: leguminosas (feijões e lentilhas), carne vermelha, nozes e cereais.

8. Não coma na frente do computador

Comer na frente do computador pode fazer você ingerir, só na sua jornada de trabalho, 1.200 calorias extras. E se alimentar mal é uma das razões mais comuns pelas quais nos sentimos cansados. Coma alimentos ricos em magnésio e fibra, peixes com ômega 3, legumes e frutas para dar uma injeção de energia para o seu corpo. No jantar, escolha refeições leves para facilitar a digestão, mas não passe fome.

9. Deixe entrar luz natural

Sua fadiga é acompanhada por alguma depressão e mau humor? Os raios UV estimulam a produção de endorfinas, hormônios da alegria e bom humor. Por isso, a falta progressiva de luz natural nos meses de outono e inverno faz você se sentir exausta e mais triste. O melhor remédio é tentar passar mais tempo ao ar livre.

 

Fonte: https://goo.gl/WEa90j


Compartilhe isso:

Coleção Outono 2017

A nova coleção da DiCorpo está no ar. Confira todas as novidades da estação em https://goo.gl/GlZjdZ
 


Compartilhe isso:

Coleção Outono 2017

A nova coleção da DiCorpo está chegando. Confira o Making Of da produção.


Compartilhe isso:

Verão é para praticar esportes ao ar livre, mas com cuidado

Verão é sinal de sol, praia, calor e exercício ao ar livre. Mas tenha atenção! Quando a temperatura sobe, o risco de desidratação e de queimaduras solares também aumenta. Veja aqui algumas dicas sobre como se proteger enquanto se exercita.


 

1. Cuida de sua pele

Um dos cuidados mais importantes ao praticar exercício ao ar livre é com sua pele. Fique atento ao tempo de exposição ao sol e aplique o protetor solar a cada hora (de acordo com as instruções da embalagem) mesmo se estiver dentro da água.

Tenha em atenção e proteja também seu pescoço, orelhas e o couro cabeludo. A forma mais fácil de proteger essas zonas é usando um boné.

2. Hidrata-se

Só porque está na praia ou na piscina não quer dizer que não necessite hidratar-se! Para evitar cãibras e desidratação não se esqueça de beber bastantes líquidos ANTES, DURANTE E DEPOIS de sua atividade física.

Evite beber café antes de praticar exercício. A cafeína é um diurético e aumenta sua chance de desidratação.

3. Use roupas leves e confortáveis

No verão, use roupas leves e confortáveis para praticar exercício (nem muito apertadas nem muito largas). As roupas muito largas, com o calor e com o suor, podem provocar irritações na pele, devido ao atrito.

Evite também as roupas pretas. Embora façam com que pareça mais magro, elas também armazenam o calor, porém são desaconselhadas nestes dias.

Quando a temperatura sobe, a tendência é fazer exercício sem camiseta. Tome cuidado e proteja sua pele das queimaduras solares usando um protetor adequado para sua pele.

4. Alimente-se depois do exercício

Quando o calor aumenta às vezes o apetite diminui. Mas deve tomar cuidado para se alimentar corretamente depois do exercício. É aconselhado que coma um alimento que contenha carboidratos e proteínas 30 minutos após praticar uma atividade física, para repor suas energias.

5. Adapte seu ritmo à temperatura

A tendência é diminuirmos o ritmo no verão e isso se aplica também ao seu exercício. Não exceda o seu ritmo quando estiver muito quente. Ao exercitarmos a sensação térmica aumenta e a temperatura do seu corpo também e seu ritmo cardíaco acelera mais. O calor faz também com que seu corpo sue mais, perdendo líquidos facilmente e fazendo com que seja mais difícil respirar, especialmente se o ar estiver úmido.

Fonte: https://goo.gl/uLXgkG


Compartilhe isso: