Blog DiCorpo

Se você procura qualidade, inovação e bem-estar,
seja bem-vindo à DiCorpo!

11 truques para ter mais energia

A gente já se acostumou a correr contra o relógio para dar conta de trabalho, estudo, tarefas domésticas e achar que a vida é assim mesmo: quanto mais agitada, melhor. Só que um dia o corpo reclama. É quando você percebe que está exausta, desmotivada, se sentindo feia e sem energia nem para se divertir. Nessa hora, é importante repensar o estilo de vida e colocar em prática atitudes que dão um choque no desânimo e renovam o astral em instantes. Quer ideias? Entregamos várias para você ter na manga e usar no trabalho, em casa, a dois ou a sós.  

1. Filtre as companhias 

Há pessoas que são como vampiros emocionais: sugam sua energia e deixam você para baixo. Gente tagarela, que reclama demais ou só fala da própria vida costuma ser assim e, se você não se proteger, entra nessa relação sem perceber. "A pessoa não precisa ser do mal para ter esse poder sobre o outro", fala a psicóloga Carmen Cerqueira Cesar, de São Paulo. "Uma amiga querida ou colega de trabalho com quem você se dá bem tem essa capacidade. Cabe a você colocar limites para não se deixar contaminar." Corte a conversa com jeitinho ou invente uma mentira branca para evitar um encontro se sabe que não vai sair inteira dele. Assim, você não só preserva seu bem-estar mas a amizade também. 
 

2. Sexo para reanimar 

Se nos dias em que chega em casa exausta e louca para se jogar no sofá a última coisa em que pensa é transar, não sabe o que está perdendo. Nos momentos de excitação, o organismo turbina a secreção de dopamina, endorfna e serotonina, substâncias que batem os níveis de cortisol e elevam o humor, a alegria e a disposição. De quebra, você levanta zerada no dia seguinte - um estudo da Arizona State University, nos Estados Unidos, revelou que mulheres que haviam feito sexo na noite anterior acordaram mais relaxadas e bem-humoradas. 
 

3. Cheiro de bem-estar 

Leve na bolsa ou deixe na mesa de trabalho um blend de óleos essenciais capaz de dar um up imediato na disposição: com bergamota, grapefruit e limão é uma opção. O aroma age direto no cérebro, estimulando e reequilibrando os hormônios do bem-estar - é só aplicar nos locais em que dá para sentir a pulsação, como pescoço e pulsos, sempre que precisar de uma injeção de ânimo. 
 

4. Laranja para levantar o astral 

Nas unhas, na maquiagem ou na roupa, nem que seja apenas em um acessório, essa cor tem tudo para colocá-la para cima no ato: ela afasta as energias negativas, estimula a mente e chama a alegria. E está súper na moda. Ou seja, com ela, é dois a zero para o alto-astral e a autoestima.
 

5. Silêncio mágico 

Ficar só e calada de vez em quando funciona para escutar o que o corpo e as emoções pedem - e não tem nada a ver com estar triste ou de mal com a vida. "Aí, conseguimos processar tanta informação que recebemos o tempo todo e achar sentido na vida", diz Carmen Cerqueira Cesar. "É como colocar cada arquivo na pasta certa para o computador (ou nossa mente) não dar pau", completa. 
 

6. Transforme angústia em alegria 

A terapeuta Ma Deva Suvalia, do Hotel Ponto de Luz, em Joanópolis (SP), ensina um exercício capaz de transformar sofrimento e ansiedade em sentimentos bons: feche os olhos e visualize um ponto no meio do tórax, que corresponde ao chacra do coração. Inspire mentalizando seus medos e preocupações e expire pensando em coragem e tranquilidade, sempre focando o ponto no coração. Em cinco minutos, vai se sentir mais leve, renovada e pronta para encontrar soluções positivas para o que incomoda você. 
 

7. Faça um spa em casa 

Tomar um banho quentinho e sem pressa já é um bálsamo contra o cansaço e a falta de ânimo. Para sair completamente renovada, aproveite os minutos embaixo do chuveiro e faça uma esfoliação no corpo com um punhado de sal grosso triturado com alecrim, manjericão e outras ervas aromáticas de que você gosta. "O processo renova a pele, libera aromas que refrescam e revigoram e neutraliza as energias negativas e positivas", fala o terapeuta Michael Roriz, do Blue Garden Spa, em São Paulo. Enquanto isso, aproveite para mentalizar coisas boas e focar no barulhinho da água caindo pelo corpo. 
 

8. Recarregue com chocolate 

O doce já é nosso amigo nos momentos de baixo-astral, mas a notícia melhor ainda é que ele entrega energia extra quando vem na forma de uma bebida quentinha. Primeiro, porque contém cafeína e teobromina, que estimulam o corpo a produzir endorfna e serotonina, substâncias relacionadas ao bem-estar e a emoções positivas. E, como revelou um estudo da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, publicado na revista Science, o simples fato de segurar uma caneca com uma bebida quente deixa você mais segura e para cima. 
 

9. Suco que levanta 

Não dê mole para o desânimo e copie esta receita sugerida pela nutricionista Karoline Jorge, da KJ Nutricional Consultoria e Assessoria, em São Paulo, para começar o dia com pique total: bata no liquidificador 1 copo (200 ml) de suco de laranja, 1/3 de cenoura picada, 1 polpa de açaí e 1 colher (chá) de guaraná em pó. O açaí carrega ferro, mineral que em falta no organismo pode levar a cansaço e anemia. Combinado com o guaraná, a frutinha forma uma dupla revigorante. A laranja e a cenoura colaboram para a eliminação de toxinas e a renovação de todas as células do corpo. 
 

10. Mexa o corpo 

Pode soar contraditório, mas quando você se sente exausta, uma das melhores coisas a fazer para recuperar o pique é malhar. Não precisa ser em alta intensidade nem até suar em bicas. Um estudo da Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, mostrou que adultos que pedalaram em baixa intensidade por 20 minutos, três vezes por semana, sentiram 65% menos fadiga do que o grupo que não se movimentou e 16% mais dispostos do que quem praticou exercício pesado. É que mexer o corpo aumenta a oxigenação do sangue e dos tecidos e estimula a produção de substâncias que garantem energia, disposição e bem-estar, como dopamina, adrenalina, endorfina e serotonina. 
 

11. Banana a tiracolo 

Não tem fruta mais prática que essa para matar a fome fora de hora, e o melhor é que ela também esbanja propriedades. "É ótima para quando falta energia, pois tem frutose e um tipo de aminoácido que serve como matéria-prima para a produção de serotonina, que garante bem-estar e disposição", diz Karoline Jorge.

Fonte: https://goo.gl/RAeN7V


Compartilhe isso:

Criando um visual Dia-Noite com Vestido DiCorpo

Vivemos em um mundo onde tudo é efêmero: simplesmente a reunião depois do trabalho vira um happy hour com os colegas e não há tempo para passar em casa mudar de roupa. A mulher moderna já captou essa transição volátil de cenários e está preparada para encarar e transformar seu visual com truques simples e peças de roupas práticas.

Esse modelo é perfeito para ser usado o dia todo. Ele se adapta em diversos biotipos, já que é ajustado nas pernas e mais solto na região do abdômen, valorizando, assim, as curvas do corpo na medida certa – tornando-se apropriado para qualquer hora do dia. Outro diferencial se refere ao comprimento regulável graças ao tecido possuir volume.

Sendo adequado para trabalhar, combine com sandálias baixas ou de saltos estilo anabela, como a Melissa Flox. Já a cor preta, no calçado, geralmente é uma ótima escolha no ambiente de trabalho, pois além de ser discreto e possuir um ar formal, é um ótimo coringa caso surja algum compromisso após o expediente.

Para completar, óculos de sol com lente arredondada conferem um ar vintage e elegante para o look. 

Sunset – Happy-hour – Jantar – Balada:

Vai estender sua volta para casa? Não há problema, pois para uma mulher prevenida, tendo alguma maquiagem na bolsa e usando os acessórios certos, encara desde um restaurante mais refinado até uma balada. Confira as mudanças no visual que estes poderosos aliados podem fazer ao seu Look:

Alguns acessórios que podem fazer a diferença no seu look. 

Mesmo com essas dicas, lembre-se que muitas vezes o menos é mais e o que deixa você mais interessante é estar sentindo-se bem consigo mesma e de acordo com sua personalidade.

 


Compartilhe isso:

6 alimentos que despertam ainda mais do que o café: é instantâneo

Quando você está cansada, dormiu mal ou mesmo sente a necessidade de garantir pique extra, imediatamente recorre a uma xícara de café para afastar a preguiça. A cafeína é, de fato, uma substância estimulante que cumpre a função, mas segundo o site de notícias sobre nutrição "Prevention", há outros alimentos que despertam ainda mais do que o cafezinho. Confira abaixo as sugestões para conquistar mais energia com pequenas mudanças no cardápio:

Aveia: De baixo índice glicêmico, o alimento que combina com o café da manhã garante rápida absorção do organismo de carboidratos transformados em combustível. Além de garantir saciedade, a aveia contribui para a dieta e pode ser combinada com frutas e iogurte, variando sempre o cardápio.

Água: Desidratada, seu corpo e sua mente não são capazes de funcionar perfeitamente. Manter por perto todo o dia uma garrafa de água, preferencialmente gelada, ajuda a despertar o organismo e te deixar mais disposta.

Semente de chia: Rica em ômega 3, acelera a digestão, promove bom funcionamento do organismo, contribui para a dieta e ainda ajuda a afastar a preguiça e te deixar mais alerta. Versátil, o alimento pode ser adicionado a iogurtes, geleias e no preparo de pães e tapioca.

Folhas orgânicas: Vegetais folhosos cultivados de maneira natural possuem grande quantidade de vitaminas do complexo B, que ajudam o corpo a converter alimentos em energia.

Hortelã: De acordo com estudos, somente o aroma da hortelã já é capaz de aumentar a vigilância e diminuir a fadiga do corpo. A erva pode ser utilizada em chás ou em preparo de sucos naturais e saladas.

Ovo: Rico em proteína, o alimento que por muito tempo foi considerado vilão da saúde pode garantir pique e energia quando consumido, por exemplo, no café da manhã.

Fonte: https://goo.gl/Cq39FI 


Compartilhe isso:

As vantagens e as desvantagens de se fazer exercícios em dupla

A cena parece perfeita: logo pela manhã um casal passa correndo e se exercitando antes de começar um dia de trabalho, um momento de conexão entre os dois que gera benefício individual, físico e mental.

Fazer exercícios em duplas é uma prática cada vez mais popular.

Provavelmente o motivo é a falta de tempo e a rotina cada vez mais agitada. Muitos tentam aproveitar ao máximo o tempo que sobra no dia com as pessoas mais próximas e isso não é feito apenas com o ócio ou divertimento, mas também com atividades que tragam um benefício comum.

"Os benefícios do exercício são claros e foram demonstrados em muitos estudos: desde funcionar como um antidepressivo até as vantagens diretas para a saúde e condicionamento físico das pessoas", disse à BBC Mundo a psicanalista Alejandra Menassa, que já publicou trabalhos especializados em psicologia do esporte.

"Além disso, cria uma sensação de bem-estar ao liberar a endorfina. Quando esta sensação é compartilhada com seu parceiro ou parceira é potencializada já que se trata de uma pessoa próxima, com a pessoa com quem você tem um laço afetivo e isso faz com que seja mais agradável."

Motivação

Há estudos que mostram que há vantagens em fazer exercício com um parceiro ou em grupo em relação às pessoas que fazem exercícios sozinhas.

Os adeptos da atividade física em duplas ou grupos ficam mais felizes e têm mais energia, eles enfrentam os desafios em equipe e isto contribui para um estímulo positivo.

"É mais fácil para as pessoas fazer exercício com alguém já que qualquer atividade proposta a um ser humano será mais fácil de ser feita se ele adquirir um compromisso com outra pessoa", afirmou Menassa.

A médica acrescenta que já foi demonstrado que quando as pessoas fazem exercício em dupla "ficam mais tempo na atividade, não abandonam logo".

"Às vezes você não tem vontade de ir sozinho à academia quando precisa ir ou quando precisa fazer uma corrida e simplesmente decide não ir. Mas se há alguém que está te esperando, com quem combinou ir, pode ser que você se sinta pressionado a cumprir (o compromisso)."

Conexão

Um dos maiores benefícios de fazer exercício em dupla é a conexão que aparece entre as duas pessoas, já que não apenas influi na atividade física mas também no aspecto emocional.

Alejandra Menassa afirma que existem muitos aspectos positivos quando a dupla têm interesses em comum.

No aspecto exclusivamente físico, uma pessoa pode ajudar a monitorar constantemente o progresso da outra, corrigir ou melhorar uma postura ou animar o parceiro ou parceira quando surge alguma dificuldade em algum execício.

E isto pode oferecer uma nova via de comunicação, além de complementar a rotina de ambos incorporando exercícios que eles não praticariam de forma individual.

No entanto, apesar de todas as vantagens, também existem inconvenientes.

"Se você está muito concentrado na realização de um exercício que é muito preciso, por exemplo, com uma máquina em que precisa ter muito cuidado com a postura, fazer este exercíco em dupla pode ser um elemento de distração se estão em um momento de muita atração sexual ou de tensão", disse a psicanalista.

Competitividade

As diferenças quanto ao rendimento também podem ser contraproducentes na hora de fazer exercícios em dupla.

Pode ser um estímulo para o progresso do outro mas também pode ser um limitador na hora de conseguir novos objetivos.

"Por exemplo: tenho uns pacientes que são corredores de maratona e ele sempre tem dificuldade para progredir pois tem uma marca melhor que a dela mas não quer deixá-la para trás", disse Menassa.

"Isso gera um pouco de conflito porque há um nível de competitividade, como é habitual nos esportes."

Neste sentido é importante estabelecer que não se trata de saber quem é o mais forte ou mais rápido, é preciso compreender as diferenças entre o organismo feminino e o masculino e também onde cada um pode chegar.

Objetivos em comum?

Apesar de todas estas razões, não é tão fácil chegar a um consenso quanto aos benefícios de se fazer exercícios em duplas.

Muitas academias recomendam que sejam estabelecidos programas de exercícios individuais e em horários diferentes para concentrar o esforço nas necessidades de cada um.

A razão é que é muito difícil estabelecer objetivos em comum ou mudar as rotinas devido às diferenças entre a maioria dos casais e devido à tensão que isto pode gerar em uma relação.

"Depende muito do casal, já que há partes que ambos decidem compartilhar (...). Mas outras pessoas reservam o momento da academia ou do exercício apenas para eles e para fazer coisas individualmente", afirmou a psicanalista.

"É por isso que a academia frequentemente é um bom momento do dia para estar sozinho, estar em uma hora privada que a pessoa não quer compartilhar", disse.

Uma famosa psicóloga sentimental, Sherry Amatenstein, publicou em um de seus trabalhos que "os casais que transpiram juntos ficam juntos", já que a atividade física benefícia o corpo e a mente.

Mas é importante entender que não há algo universal que serve para todos e que são os próprios casais que devem decidir se fazer exercício também contribui para melhorar o relacionamento.

 

Fonte: https://goo.gl/8I2POr


Compartilhe isso:

Loja Virtual

A DiCorpo acaba de lançar sua Loja Virtual. Agora você pode adquirir o melhor em moda fitness de uma maneira rápida, prática e em qualquer hora do dia. Confira agora mesmo essa novidade em http://goo.gl/aPIAc3


Compartilhe isso: