Blog DiCorpo

Se você procura qualidade, inovação e bem-estar,
seja bem-vindo à DiCorpo!

7 dicas para dormir bem depois de dias estressantes

O sono é considerado um problema para grande parte das pessoas. Seja porque as horas destinadas a ele não são suficientes ou porque mesmo que tentemos dormir muito, não temos um sono tranquilo.

Procure avaliar os seus hábitos de sono: já se pegou rolando na cama sem conseguir pregar os olhos apesar de ter tido um dia estressante e cansativo? Isso é muito comum e acontece porque por mais que o corpo esteja implorando por um descanso, a agitação da rotina não nos permite “desligar”.

No entanto, isso é prejudicial para a sua saúde e até mesmo para quem convive com você. Pessoas que dormem mal – ou que simplesmente não dormem – são mais irritadiças, mal humoradas e até mesmo agressivas. Então como deixar de lado uma rotina agitada e conseguir uma boa noite de sono mesmo depois de um dia corrido? Confira dicas que podem ajudá-lo:

Desenvolva (ou melhore) o seu regime de sono

Defina um horário padrão para dormir, deixando de lado qualquer outra coisa que possa ocupar o seu tempo. É importante que você aprenda a planejar o seu dia-a-dia respeitando a hora de dormir.

Da mesma maneira, procure estabelecer um horário para levantar. Esse horário é igualmente importante para balancear o seu descanso.

Elimine distrações que mantenham você acordado

Em geral, coisas pequenas podem atrapalhar seu sono facilmente. Por isso é importante que você se certifique de que seu quarto é um ambiente calmo para seu sono.

Procure desligar aparelhos eletrônicos como o computador e, em alguns casos, até mesmo a TV; mantenha o ambiente silencioso e escuro. Você pode mudar outras coisas que transformarão o seu quarto em um local melhor para dormir, deixando a temperatura agradável e colocando um fundo musical tranquilo.

Termine todos os afazeres do dia

Planeje-se para concluir todas as suas tarefas até a hora estabelecida para ir dormir. Se você tiver todos os itens concluídos – ou pelo menos bem encaminhados – ficará mais tranquilo e relaxará mais facilmente.

Considere se você está realmente cansado e caso a resposta seja negativa invista mais um tempo nos trabalhos que deve finalizar. No entanto, é importante lembrar que os problemas parecem ser maiores na parte da noite, por isso, procure deixar as coisas mais difíceis para serem resolvidas no dia seguinte.

Acalme a sua mente e o seu corpo

O principal motivo pelo qual não conseguimos dormir depois de um dia agitado ou estressante é porque a mente – e algumas vezes o corpo – estão agitados demais para descansar. Por isso é preciso acalmar corpo e mente antes de dormir.

Existem diversas maneiras de fazer isso, como escrever alguma coisa ou ler um livro, desde que ele não tenha uma história cheia de mistérios e adrenalina. Uma boa opção é tomar um banho quente, que ajuda a relaxar os músculos e distrair sua mente, ou ainda fazer leves alongamentos antes de se deitar.

Tente meditar

Depois de um dia agitado esvaziar a mente antes de dormir é um dos melhores métodos de relaxamento. Procure meditar e ignorar os problemas e preocupações por alguns minutos. Mantenha seu cérebro “desligado” da agitação que você passou ao longo do dia.

Você não precisa se sentar e murmurar enquanto medita, mas pode fazer isso em uma caminhada ou mesmo no seu quarto, controlando a sua respiração. Encontre o modelo mais adequado para o seu comportamento e pratique.

Faça um processo de relaxamento muscular

Ao deitar, dedique um tempo para relaxar os seus músculos antes de dormir. Comece prestando atenção à sua respiração e depois, de maneira progressiva, procure relaxar cada parte do seu corpo.

É importante que você não force muito os músculos, nem faça alongamentos enérgicos e pesados, isso vai deixar a sua mente alerta e atrapalhar o seu processo de sono.

Deixe que todos os pensamentos ou preocupações vão embora

Se a sua mente ainda estiver ativa, permita que ela relaxe, assim como você fez com os músculos. Tire todos os pensamentos e preocupações da sua cabeça, dessa forma você conseguirá desligar o seu cérebro.

Você pode fazer isso com exercícios de repetição mental, como contar ou mesmo pensar em respirar e expirar. Nesses casos até mesmo a famosa tática de contar carneirinhos pode ajudar a tirar as preocupações da mente. A ideia é mantê-la ocupada com qualquer coisa diferente dos seus problemas.

 

Fonte: https://goo.gl/47fQbV

 


Compartilhe isso:

11 maneiras para desestressar no dia a dia

Enfrentamos acontecimentos e situações estressantes todos os dias, seja no trânsito, nos prazos para cumprir no trabalho, ou em outras inúmeras situações do dia a dia – e isso só parece ficar pior com a vida moderna. Um levantamento da International Stress Management Association (Associação Internacional do Controle do Estresse) aponta o Brasil como o segundo país do mundo com o maior nível de estresse.

O estresse é a resposta do cérebro à demanda que ele recebe, de acordo com o Instituto Americano de Saúde Mental, e é uma espécie de instinto primal, preparando-nos para fugir ou enfrentar uma ameaça. Existem três tipos de estresse: estresse de rotina, tais como obrigações de trabalho; estresse negativo súbito, como perder o emprego; e estresse traumático, como o que acontece com um desastre natural.

Estas tensões diferentes afetam as pessoas de maneiras diferentes, que vão desde problemas digestivos a dores de cabeça, sonolência e depressão. Um estresse de longo prazo crônico pode aumentar a chance de derrames e doenças cardíacas. Além disso, 44% das pessoas estressadas têm insônia e 40% comem mais do que deviam.

Felizmente, você não precisa de uma semana inteira nos trópicos ou um massagista a espera para ajudar a lidar com o estresse. Confira a lista abaixo com algumas dicas para lidar com a vida estressante de acordo com a quantidade de tempo que você têm disponível.

Uma hora: escreva um diário

De acordo com o Centro Médico da Universidade de Rochester, nos EUA, escrever seus pensamentos ajuda na gestão do estresse, permitindo-lhe compreender melhor seus sentimentos quando tudo ao seu redor parece estar no caos. Manter um diário também ajuda a identificar as causas do estresse para que você possa pensar em soluções sem o julgamento dos outros.

45 minutos: faça uma sessão de yoga

A Yoga pode parecer intimidadora para alguns, com suas posições difíceis e a necessidade de equilíbrio. No entanto, a tentativa de manter a calma enquanto você se contorce em posições difíceis realmente alivia o estresse. Nos obriga a relaxar os músculos e treina o cérebro para não responder automaticamente ao estresse com uma aceleração no ritmo cardíaco e uma respiração superficial, como sempre acontece.

30 minutos: faça exercícios

Exercícios não são bons somente para a sua saúde física, mas para sua saúde mental também. Eles liberam hormônios que melhoram o humor e agem como analgésicos naturais. Eles também ajudam com a função cognitiva e a qualidade do sono. A Associação Americana do Coração recomenda 30 minutos de exercício cinco dias por semana.

20 minutos: tome um banho de espuma

Preparar um banho quente para si mesmo irá aumentar a circulação sanguínea e reduzir o ácido lático nos músculos, permitindo-lhe relaxar fisicamente.

15 minutos: faça uma lista de coisas a fazer

Listar o que você precisa fazer pode ajudar a descobrir se o seu prato está muito cheio. Sem contar que você pode priorizar seus afazeres.

10 minutos: dê uma volta lá fora

Se o tempo permitir, faça uma pausa no trabalho ou nos estudos para ir em um curto passeio ao sol para respirar um pouco de ar fresco. Um estudo de 1998 mostrou que a vitamina D3 teve um efeito positivo sobre a serotonina no cérebro – para não mencionar que você vai alongar as pernas e os outros músculos do corpo, o que sempre ajuda.

7 minutos: beba uma xícara de chá

Pesquisadores da University College de Londres descobriram que aqueles que bebem chá preto ao longo do dia apresentam níveis mais baixos do hormônio do estresse, a cortisona, quando comparados ao grupo de controle. Os bebedores de chá também apresentam menor ativação das plaquetas do sangue, o que pode evitar ataques cardíacos.

5 minutos: imagine um lugar tranquilo

A imaginação guiada é a tentativa de conectar a sua mente e corpo em um estado mental relaxado, usando todos os seus sentidos para criar os detalhes de um local seguro e confortável, como uma praia. Ela é usada para promover o relaxamento e deixar os níveis sanguíneos mais baixos. Então vá em frente e flexione suas habilidades imaginativas.

3 minutos: abrace alguém

A socialização é uma ótima maneira de lidar com o estresse. Além disso, mostrar gratidão pode guiar o seu comportamento para ser mais positivo. Um bom e velho abraço pode ser a solução, pelo menos temporária, para o seu problema.

1 minuto: coloque uma planta em seu ambiente de trabalho

Se você gosta de bonsais, especialistas descobriram que a adição de plantas em ambientes de trabalho melhora a satisfação do trabalhador e a produtividade.

30 segundos: mini mantras

Se você não tem praticamente nenhum tempo, mini-discursos e mantras de respiração podem ajudar a acalmá-lo quando você precisar disso o mais rápido possível. Por exemplo, faça cinco respirações profundas ou conte até 10 antes de falar. Ou crie seus próprios mantras adaptados a situações comuns, como uma briga em família ou a preparação para uma entrevista de emprego.

Fonte: https://goo.gl/8pnujL


Compartilhe isso:

Cuidados com a pele da face

Lavar o rosto é algo que aprendemos desde muito cedo e que se torna um hábito necessário ao longo da vida. Mas será que você está fazendo isso de maneira correta? É importante lembrar que a pele do rosto é a mais sensível do seu corpo, logo, ela merece um cuidado ainda mais especial para que fique sempre saudável.

Separamos algumas dicas importantes que podem ajudar na hora de fazer a limpeza correta da sua pele.

Lave as mãos antes de lavar o rosto

Apesar de parecer que ao lavar o rosto você já está lavando as mãos também, não é bem assim que acontece. As suas mãos possuem bactérias que os produtos que utilizados para o rosto não conseguem eliminar pelo fato de não serem fortes o suficiente.

Não use sempre o mesmo produto

Geralmente, quando gostamos do resultado que algum produto causa em nossa pele, mantemos ele na nossa rotina por muito tempo, porém nem sempre é uma boa ideia. Com a mudança das estações a nossa pele também precisa de uma mudança nos cuidados. O verão faz com que o seu corpo produza mais suor, pedindo um tipo de produto que é diferente do que você usa no inverno. Então fique atenta para não usar os mesmos produtos sempre.

Temperatura da água

Outra dica importante é a temperatura da  água. A mudança de temperatura da água não varia de acordo com as estações, o correto é mantê-la sempre fria, no máximo morna caso faça bastante frio onde você mora. E sim, essa dica também vale para quando você lavar o rosto no banho.

Esfoliar

A esfoliação facial não deve ser feita todos os dias, o mais indicado é que ela aconteça uma vez por semana. O seu tipo de pele também influencia bastante. Se ela for seca, oleosa ou mista, o mais correto é esfoliar até uma vez por mês.

Aplicação dos produtos

Para que sua pele absorva e se beneficie dos produtos que você aplica nela é preciso fazer movimentos circulares e sempre na direção contrária a do pêlo, desta forma você estará limpando todas as áreas do rosto. E não se esqueça, é muito importante enxaguar bem o rosto para que os poros não acumulem resíduos causando acne e o ressecamento da pele.  

 


Compartilhe isso:

Os benefícios da vitamina C para a sua pele

A vitamina C é um dos nutrientes com os melhores benefícios para a nossa saúde. Ela é extremamente necessária para o sistema imunológico, especialmente nas estações frias do ano. Além disso, ela ajuda, com seu efeito antioxidante, a eliminar os radicais livres da pele e reduzir os sinais de envelhecimento.

Outro benefício importante da vitamina C é ajudar no combate à manchas na pele, agindo na inibição da produção da tirosinase, enzima responsável pela pigmentação.  

Por ser uma vitamina hidrossolúvel é preciso que ela seja reposta através de complementos vitamínicos ou com alimentos. A sua falta faz com que o organismo obrigue-se a removê-la da pele, tornando o tecido extremamente vulnerável. A reposição dessa vitamina é essencial na sua dieta, seja através dos alimentos (que é a melhor forma de reposição) ou dos complexos vitamínicos. As melhores fontes naturais são frutas cítricas como abacaxi, limão e laranja. Entretanto, outros alimentos como tomate, manga, kiwi, mamão, morango, brócolis e couve-flor também são ótimas fontes da vitamina.

O uso de cosméticos a base dela também são de grande ajuda para uniformizar e aumentar a elasticidade da pele, clarear, suavizar as rugas e marcas de expressão, combater os radicais livres e auxiliar na produção do colágeno. Mas atenção: todos esses benefícios são válidos apenas para produtos que contenham 20% da vitamina em sua produção.

 


Compartilhe isso:

Exercícios para desestressar

A rotina agitada de trabalho, vida pessoal e doméstica pode tirar muitas pessoas do sério, causando estresse e cansaço excessivo. Assim, é preciso buscar alternativas para relaxar no fim do dia. Uma ótima opção são os exercícios leves, e muitos deles podem ser feitos em casa! Confira:

Técnica de relaxamento muscular 

Para este exercício é preciso estar com a mente relaxada e estar confortável. Volte a concentração para algum ponto do seu corpo. Por exemplo, inicie a atividade pelo pé esquerdo, até começar a sentir pequenas vibrações que subirão pela perna e chegarão ao corpo todo, eliminando as tensões.

Meditar caminhando 

Não muito conhecida como a meditação tradicional, a prática de se caminhar meditandoé indicada para as pessoas que têm dificuldades de concentração estando sentadas. Para começar, encontre um lugar tranquilo. Em seguida, é preciso pensar que não se tem um destino definido para esta caminhada. Tente andar sem sapatos para entrar em contato com a energia do solo.

Procure andar de maneira alinhada, deixando braços e ombros soltos e voltando a atenção apenas para os passos. Aos poucos, transfira o peso de um pé para o outro de forma que um deles fique totalmente leve em cada passo. É essencial caminhar lentamente, sentindo o movimento em todos os pontos das pernas – coxas, joelhos e panturrilhas – e dos pés – o dos dedos no chão, da palma e do toque do calcanhar.

Conserve o olhar voltado para o chão em uma distância de aproxidamente um metro do corpo -  não é preciso olhar para as pernas. Caso o pensamento se afaste para outras coisas, retorne aos poucos a atenção na meditação, respirando regular e pausadamente.

Ioga para iniciantes

A Ioga possui vários movimentos e alguns podem parecer difíceis para quem está começando. A saudação ao sol é uma das sequências mais conhecidas e é simples, podendo ser feita em casa. Comece a atividade ficando em pé, com as palmas das mãos juntas em frente ao peito. Curve o tronco para trás com os braços esticados. Em seguida, volte o corpo para frente e leve as mãos até os pés. Coloque as palmas das mãos no chão, deixando um dos joelhos dobrados e a outra perna esticada para trás. Deite de bruços e levante o tronco, deixando o peito bem aberto. Por fim, apoie as duas mãos e os dois pés no chão, de forma que as costas fiquem esticadas e os quadris para o alto.

Fontehttps://goo.gl/NvoVbN


Compartilhe isso: