Blog DiCorpo

Se você procura qualidade, inovação e bem-estar,
seja bem-vindo à DiCorpo!

10 dicas para tornar seu treino na academia mais eficaz

Ir para a academia não é para todos a atividade mais prazerosa do dia, no entanto, algumas dicas podem fazer essa tarefa ser mais leve e produtiva. Ganhar tempo na hora do treino e, ainda assim, ter bons resultados, é uma ótima motivação para não fugir do treino diário. Confira 10 dicas selecionadas pelo site Fit Sugar.

 

Comece com algo que você gosta
Depois do aquecimento, comece seu treino com o exercícios que você mais gosta. Gosta de fazer flexões? Então parta para elas antes de se jogar nos aparelhos. Gosta de turbinar os bíceps? Então comece por eles. Isso irá trazer motivação e melhorar seu humor para as tarefas que virão na sequência.

 

Evite os horários de pico
Obviamente, chegar à academia fora dos horários de pico fará com que termine o treino mais rápido. Sendo assim, você deve reparar quais são os dias e horários menos procurados. As noites de quinta geralmente são mais tranquilas, assim como as tardes de sexta-feira.

 

Divida um treinador com um amigo
Ter um treinador é uma forma eficiente de se manter em forma, desde que ele ou ela o mantenha focado. Entretanto, contratar um personal trainer pode ser um pouco custoso em termos financeiros. Uma boa saída seria dividir as sessões com um ou mais amigos. Alguns profissionais podem até mesmo oferecer taxas melhores para grupos.

 

Observe uma aula antes de testá-la
Não perca seu tempo em uma aula que não tem a ver com você. Antes de tentar uma nova modalidade, pare para observar a atividade. Por cerca de dez minutos, posicione-se do lado de fora e fique de olho na ação, para poder ter noção se gostaria ou não de fazer este tipo de exercício.

 

Seja competitivo
Na esteira ou na bike, olhe para alguém perto de você, que esteja de fato treinando pesado, e tente superá-lo. Apenas fique atenta para não extrapolar demais os próprios limites.

 

Quebre os seus intervalos
Quando estiver fazendo abdominais, flexões, ou exercícios com pesos, divida os seus intervalos em grupos menores. Se 20 vezes parece impossível, divida isso em quatro vezes de cinco repetições. Os intervalos menores parecem mais fáceis de conquistar, fisicamente e psicologicamente.

 

Faça com que o treino seja mais leve e rápido
Quem tem tempo para gastar horas na academia? Obtenha os mesmos resultados em um período de tempo menor, mas aumentando a intensidade. Intervalos intensos irão queimar a gordura mais rapidamente, e trazem benefícios para o sistema cardiovascular. Procure descobrir novas ideias neste sentido, diminuindo o tempo que fica na academia.

 

Combine exercícios de alongamento e força
Se estiver esperando para usar a esteira, aproveite para fazer alguns agachamentos ou abdominais. Você também pode dividir seu tempo entre exercícios de força e alongamentos. Você pode alongar os músculos que já trabalhou ou fazer alongamentos complementares aos músculos que vai trabalhar.

 

Não perca tempo no vestiário
Se você não está acostumado com academias, o vestiário pode ser uma armadilha para se perder tempo. É preciso criar algumas estratégias para fazer com que o tempo gasto neste recinto seja mínimo. Se o seu treino é durante o almoço, por exemplo, prefira roupas que podem ser trocadas com facilidade, ou encha sua garrafa de água antes de entrar na academia.

 

Termine o treino pelo menos três horas antes de se deitar
Para ter certeza de que estará descansado para o seu próximo treino, é preciso encerrar as atividades pelo menos três horas antes de dormir, pois pode demorar um certo tempo para o seu corpo esfriar e sua frequência cardíaca diminuir. 

 

Fonte: https://bit.ly/2LpFkNr


Compartilhe isso:

7 erros mais comuns no treino aeróbico que podem até sabotar o emagrecimento

Exercícios aeróbicos, como corrida, bicicleta, spinning e dança, por exemplo, são excelentes aliados de quem deseja perder peso, mas de nada adianta passar horas na academia e suar a camisa se você comete erros durante a prática que podem sabotar até mesmo o emagrecimento. Confira algumas falhas comuns abaixo:

1. A prática de exercícios quando encarada como uma obrigação ou mesmo tortura, além de não garantir benefícios, já que normalmente é realizada com pouco comprometimento, ainda é uma porta para a desistência. Portanto, quando decidir investir em uma modalidade, leve em conta o seu perfil e seu gosto pessoal, atitude essencial para o bem-estar físico e mental.

2. Assim como a falta de prazer pela atividade física, o desinteresse ou a não obediência do instrutor em relação aos exercícios também comprometem o desempenho e a possível eliminação de calorias que você teria se estivesse ciente dos movimentos e de seu corpo.

3. Muito tempo na academia não significa, exatamente, grande perda de peso. Começar aos poucos, respeitar os próprios limites ouvindo o próprio corpo e seguir as orientações de um profissional é muito mais eficaz do que simplesmente realizar os exercícios forçadamente, sem conseguir estabelecer um bom ritmo.

4. Ignorar a importância de uma boa alimentação antes e depois do treino tampouco vai ajudar a emagrecer. Comer bem e de maneira adequada é essencial para a perda de peso saudável e ainda evita problemas de saúde que podem comprometer sua frequência na academia.

5. Quem pratica exercícios aeróbicos sabe que o suor, muitas vezes em grande quantidade, é bastante comum e é um dos exemplos de que você está eliminando toxinas que comprometem a saúde e promovem inchaço. Repor o líquido do corpo com isotônicos, no entanto, não é uma boa ideia, já que bebidas do gênero são indicadas apenas a atletas e são ricas em sódio e potássio. No caso de uma atividade mais simples, o ideal é ainda manter a hidratação apenas com água mineral.

6. Deixar de descansar ou dormir pouco para ir cedo para a academia é outro erro que não garante emagrecimento. O período de sono e relaxamento é essencial para a perda de peso e saciedade.

7. Se você não consegue manter uma frequência de pelo menos três vezes por semana e só vai para a academia de vez em quando ou no momento em que se sente mais inchada, saiba que, por mais que perca alguns pesos, não conseguirá manter o emagrecimento e a saúde a longo prazo.

Fonte: https://goo.gl/4GT2Nh


Compartilhe isso:

Treinamento de Força: 5 dicas para começar com tudo

O treinamento de força é um conjunto de exercícios voltado para ganho de massa e de resistência muscular e aumento de potência e força máxima. Antes eram prioridade masculina, mas cada vez mais as mulheres também estão se interessando por essa modalidade, seja para ficarem mais fortes, para melhorar a saúde e a disposição ou para conseguirem um corpo definido e sarado. Se praticado de forma correta e adequada, aliado a uma alimentação balanceada e rica em proteínas, a musculação pode ter resultados significativos! Confira aqui 5 dicas para começar o seu treinamento de força sem receio!

Prepare o seu corpo!

Como qualquer exercício físico, a musculação deve sempre começar com um aquecimento. Corrida e caminhadas na esteira ou pedaladas na bicicleta são boas formas de iniciar seu treinamento. Para evitar dores posteriores também é fundamental alongar-se. Não se esqueça também de manter a coluna ereta durante todos os exercícios.

Procure orientação profissional

O acompanhamento de um profissional na academia é fundamental para escolher um treinamento de força adequado ao seu corpo e condicionamento. Instrutores habilitados também são importantes para verificar se os movimentos estão sendo feitos da maneira correta, garantindo os resultados esperados e evitando lesões e desconfortos desnecessários.

Respeite seus limites

O treinamento de força não deve causar dor enquanto for praticado. Se o exercício provocar um desconforto significativo, é hora de parar. Mas não se preocupe: com a prática contínua da musculação, o corpo se adaptará aos novos desafios. Ficar um pouco dolorida no dia seguinte ao treino é normal, mas sintomas como cansaço excessivo ou dores fortes nas articulações são indicativos de que se deve pegar mais leve na hora de malhar. Nessas horas, a ajuda de um instrutor também pode ser útil!

Evolua aos poucos e tenha paciência

Após um período de adaptação – que deve durar cerca de 2 meses – já é possível intensificar o treino modificando o número de exercício, séries, repetições e intervalos, além das cargas dos pesos utilizados. Quando o exercício ficar muito fácil ou confortável é hora de avançar – sem forçar a musculatura! Peça sugestões a um profissional e vá superando seus limites. Seja disciplinada e não tenha pressa! De nada adianta exagerar na carga e se machucar, prejudicando o seu treino.

Coma bem!

Dietas muito restritivas não combinam com musculação! Para que o treinamento de força surta efeito é fundamental aliar os exercícios a uma alimentação rica em carboidratos, proteínas e fibras, além de vitaminas. Suplementos alimentares podem ser uma opção complementar, mas só devem ser consumidos com orientação profissional. Com a ajuda de um(a) nutricionista é possível encontrar uma dieta sob medida para os seus treinos e objetivos. O importante é garantir que o corpo esteja bem nutrido e fortalecido para encarar a musculação.

Fonte: http://goo.gl/C0Vmcr


Compartilhe isso: